Joaquim Arnaud Álvaro Pequenino Branco 2020

RIEDEL

Lisboa – 12% – PVP: 10 Euros – Nota: 86/17

Neste vinho mostram-se aromas e sabores muito cítricos, muito frescos e bastante minerais. De perfil seco e austero.

Um bom exemplar da casta fora da região minhota com um preço cordato. Boa estreia.

Vinificação: As uvas foram prensadas inteiras e fermentaram em cubas de inox. O vinho estagiou em cubas de inox.

Casta: Alvarinho.

Aspeto: Pálido e verde-amarelado.

Nariz: Intensidade média, flor de laranjeira, leve casca de laranja e pedra molhada.

Boca: Seco, acidez alta, álcool médio(-), corpo médio, intensidade média(+), lima e final médio(+).

Produtor: Joaquim Arnaud

Projeto: Os familiares de Joaquim Arnaud detêm propriedades na zona de Pavia desde meados do século XVII. Em 2001, Arnaud plantou as primeiras vinhas e em 2004 produziu o primeiro vinho. No ano seguinte lançou a marca Arundel, um tributo a um antepassado descendente dos condes de Arundel. No ano de 2011 alargou o seu portefólio através de uma parceria com a Casa Agrícola Visconde de Merceana, na zona de Alenquer e lançou mais uma gama de vinhos.

Enólogo: Joaquim Arnaud

Condição de Prova: Sem acompanhamento de comida.

Capacidade: Magnum (1,5 L)

Temperatura de Serviço: 12º

Data de prova: 20/11/2021

Deixe uma resposta