Chardonnay

RIEDEL Mind the Glass
Credits: Enterwine

Ficha da Casta

Variedade

Branca

Sinonímia

Aubaine (França), Auvernet (França), Auxois (França), Beaunois (França), Chaudenay (França), Clevner (França), Gamay Blanc (França), Luisant (França), Melon à Quele Rouge (França), Melon d’Arbois (França), Morillon (Áustria), Obaideh (Líbano), Wais Edler (Moldávia) e Waiser Clevner (Moldávia).

Variedades erradamente identificadas com a Chardonnay

Aligoté, Auxerrois, Melon, Pinot Blanc, Sacy e Savignin Blanc.

Origens

A casta começou por ser cultivada entre as cidades de Lyon e Dijon, especialmente na zona de Saône-et-Loire.

A Chardonnay foi supostamente mencionada pela primeira vez em 1583 usando o nome original “Beaunois”. No entanto, a primeira menção verdadeiramente confiável foi realizada, em 1685, referindo que a casta dava origem aos melhores vinhos de “Saint-Sorlin”, hoje denominada por “La Roche-Vineuse“.

Na década de 80, a casta foi plantada em muitos países do denominado “novo mundo” e conheceu um enorme sucesso. Atualmente é reconhecida como uma variedade extremamente plástica e de fácil adaptabilidade.

Características

A casta apresenta um vigor elevado e uma produtividade alta. O cacho é médio e compacto. O bago é médio e tem uma película relativamente fina. A casta é sensível ao míldio e a flavescência dourada.

Regiões de Maior Relevância e Expansão

No ano de 2010, a casta encontrava-se difundida em mais de 30 países atingindo um total de quase 200 000 hectares no total.

O país com a maior área implantada era a França com mais de 45 000 hectares. A zona de Saône et Loire aparecia destacada com quase 7000 hectares instalados, seguida de perto pela zona de Yonne com mais de 5500 hectares.

Os Estados Unidos da América ocupavam o segundo lugar com cerca de 40 000 hectares plantados com a casta. As zonas de Monterey (6100 hectares), Sonoma (5900 hectares) e San Joaquim (5700 hectares) apresentavam as maiores áreas de plantio da casta.

Em terceiro lugar surgia a Austrália com cerca de 28 000 hectares instalados. As zonas de Riverland e Riverina apareciam destacadas, cada uma delas tinha mais de 4 000 hectares plantados.

A Itália apresentava cerca de 20 000 hectares de vinha instalada com a Chardonnay. A casta ocupava lugar de destaque nas zonas da Sicília e de Trentino Alto Adige com 5 000 e 3 000 hectares plantados, respetivamente.

No Chile, a casta também ocupava lugar de amplo destaque. Mais de 12 000 hectares estavam plantados por todo o país, no entanto só na zona de O’Higgins e de Valparaíso estavam instados mais de 2 200 hectares em cada uma das localizações.

Em Portugal, a Chadonnay é praticamente residual. No ano de 2018 estava implantada em 318 Hectares, ocupando uma área total muito inferior a 1% e está praticamente limitada a três localizações: Beira Atlântico (162 hectares), Lisboa (112 hectares) e Terras de Cister (34 hectares).

Parentalidade

De acordo com os estudos realizados por Bowers, em 1999, a casta teve origem após o cruzamento da Pinot e da Gouais Blanc.

A Chardonnay deu origem às seguintes casta: Liliorila, Ravat Blanc, Chasan, Chardonel, Charmont, Doral, Sila e Sukholimansky Bely.

Notas de Prova

A Chardonnay é uma casta com uma grande plasticidade podendo originar vinhos com sabores a fruta verde, cítrica e hortaliça, em zonas com clima fresco. As zonas localizada num clima moderado podem originar vinhos marcados pela fruta branca, cítrica e melão. Nas zonas de clima quente a casta apresenta frequentemente notas de fruta tropical.

Ainda assim, podemos esperar vinhos encorpados, densos e cremosos que envelhecem bem desenvolvendo sabores melados e a frutos secos.

Fontes

  • Robinson, Jancis; Harding, Julia; Vouillamoz, José (2012), Wine Grapes: A Complete Guide to 1,368 Vine Varieties, including their Origins and Flavours, Penguin Group, Londres
  • Wines & Spirit Education Trust (2014), Vinhos Espirituosos – Olhando para Além do Rótulo, Cambridge Editorial Partnership, Ltd, Londres
  • http://www.adelaide.edu.au/press/titles/winegrapes/winegrapes- (abril de 2020)
  • https://www.jancisrobinson.com/learn/grape-varieties/white/chardonnay (abril de 2020)

Deixe uma resposta