XXVI Talhas Mestre Daniel Talha X Branco 2019

RIEDEL

Vinho de Talha – 11,5% – PVP: 24 Euros – Nota: 91/18

De cor dourada. Destacam-se claramente os aromas a resina, barro molhado, fruta verde, cera e alguns amendoados que são complementados pelos leves florais. No palato mostra-se intenso, taninoso e resinoso. A acidez marcada equilibra o perfil muito texturado e mineral. Bom equilíbrio entre fruta, flores e alguns melados.

Um grande vinho de talha que honra um passado milenar e que merece toda a atenção do consumidor.

Castas: Diagalves, Manteúdo, Antão Vaz, Perrum e Roupeiro.

Vinificação: As uvas foram completamente desengaçadas e sofreram um ligeiro esmagamento. Fermentado com maceração e contacto com as massas durante quatro meses em talha de barro, sem controlo de temperatura e com leveduras indígenas. Não foi submetido a qualquer processo de filtração nem estabilização.

Aspeto: Intensidade média e dourado.

Nariz: Intensidade média, leve floral, cera de abelha, banana verde, maçã, marmelo, resina, amêndoa e barro molhado.

Boca: Seco, acidez média(+), pouco álcool, tanino médio, corpo médio, intensidade média(+), ervas secas, maçã, leve mel, pedra molhada e final longo.

Temperatura de Serviço: 14º

Condição de Prova: Sem acompanhamento de comida.

Projeto: O projeto XXVI Talhas surgiu da vontade de um grupo de amigos, de Vila Alva, que cresceu a ver os familiares a produzir vinho de talha. Este projecto, um sonho antigo, nasce agora com o objectivo de dignificar e promover o vinho de talha produzido em Vila Alva.

A adega está situada em Vila Alva e pertenceu a Daniel António Tabaquinho dos Santos (1923-1985). Para além de produzir vinho, utilizava a adega para trabalhar como carpinteiro e, por esse motivo, era conhecido localmente como o “Mestre Daniel”.

Mestre Daniel produziu vinho de talha durante cerca de 30 anos, seguindo a tradição familiar que herdou de seus pais e avós. Após a sua morte seguiram-se ainda alguns anos de produção. Contudo, em 1990, a adega encerrou actividade. Em 2018, após quase trinta anos de interregno, a adega volta a funcionar, retomando a tradição local e familiar de produção de vinho de talha.

Produtor: XXVI Talhas

Data de prova: 2/5/2021

Deixe uma resposta