Dow’s Tawny 20 Anos

RIEDEL Mind the Glass

Porto – 20% – PVP: 40 Euros – Nota: 93/18,5

Nesta referência destacam-se os aromas a frutos secos. No palato mostra-se cheio de frutos secos, muito estruturado e longo. Uma referência muito elegante.

O vinho perdeu alguma fruta vermelha mas adquiriu mais aromas e sabores a frutos secos e caramelo.

Castas: Tradicionais do Douro.

Vinificação: Os diferentes vinhos que compõem o lote envelheceram em cascos de diferentes capacidades.

Aspeto: Intensidade média e âmbar claro.

Nariz: Intensidade média(-), leve cereja, avelã, leve menta, leve chila, figo, caramelo e madeira exótica.

Boca: Doce, acidez média, álcool médio, muito corpo, intensidade alta, avelã, melaço, pinhão, figo, caramelo e final longo.

Produtor: Dow’s

Projeto: No ano de 1798, Bruno da Silva, um comerciante português do Porto estabeleceu-se em Londres, de onde importou vinho de seu país natal. Em 1862, o filho de Bruno entrou em parceria com Frederick William Cosens. Juntamente com o filho de John, Edward, eles se tornaram os parceiros ativos da Silva & Cosens. Edward da Silva herdou a capacidade de negócios de seu avô e a empresa continuou a prosperar.

Com a contínua expansão da empresa, Edward da Silva e Frederick Cosens juntaram-se a George Acheson Warre. Em 1877, Silva & Cosens fundiu-se com outra empresa portuária líder, a Dow & Co, que era seu parceiro sênior James Ramsay Dow, quando as duas empresas se fundiram, decidiu-se adotar a DOW como o nome da marca.

A Dow’s foi o primeiro produtor de porto britânico a investir extensivamente em vinhedos “premium”, adquirindo a Quinta da Senhora da Ribeira em 1890 e a Quinta do Bomfim em 1896.

Em 1912, Andrew James Symington tornou-se sócio da Dow’s e hoje seis membros da família são proprietários e trabalham na empresa; Peter, Paul, Johnny, Dominic, Rupert e Charles.

Enólogo: Charles Symington.

Condição de Prova: Sem acompanhamento de comida – Ao jantar.

Capacidade: 0,75 L

Temperatura de Serviço: 15º – 17º

Data de prova: 18/1/2020 – 4/9/2021

1 Comment

Deixe uma resposta